A QUESTÃO DA VIGILÂNCIA


Ao reencarnarmos, voltamos ao planeta após termos um itinerário previsto dentro das nossas boas intenções de superarmos nossas faltas e sobretudo, iluminarmos a nossa ignorância.

Porém, quando adentramos no espesso véu da ambiência terrestre, o padrão vibratório se faz denso e muito pesado, de modo que, inicialmente, nossos propósitos saem do alcance de nossa consciência. Apenas nossa alma permanece como bússola para nossos intentos predeterminados.

Continue Lendo