OXÓSSI


pa

Quando seus caboclos correm as matas da jurema, os pássaros começam a sinfonia, as árvores sacodem os seus galhos, as flores se abrem para o Sol.
Os caminhos são ornados e perfumados de capim limão, alfazema, guaco e malvarisco. E a cobra coral, a sucuri e a jiboia se acalmam sob o poder de sua presença.
Caboclos flecheiros das aldeias longínquas de Aruanda, venham nos valer também em nossas casas urbanas, nos fortaleçam com seu vigor e argúcia, nos ensinem a arte da certeira mira, para que não sejamos mais apenas deploráveis alvos das más energias, e sim aqueles que alcançaram o autodomínio, autoconsciência e senhores de nossas vidas.
Não nos permitam esmorecer, nem reclamar, nem sentir autopiedade. Que sejamos plenos junto a cada amanhecer e cada por-do-sol, tendo a natureza a nos mostrar seu fluxo, seu movimento constante, e desta energia que se move, saibamos nos nutrir e continuar nossas lutas.
Força abençoada de Aruanda, que os caboclos de Oxossi estejam conosco a nos proteger, nos tornando fortes e dignos desta Fé!

Saravá Oxóssi! Okê Arô!!!

 

Alex de Oxóssi
Rio Bonito – RJ
contato@semcensuras.com.br