XANGÔ


 

xan

Dizem que este ano é ano de Xangô, mas com certeza sempre é tempo de todos os Orixás.
Xangô na Umbanda é sincronizado com São João Batista e São Pedro, pois ambos quando na Terra assumiram uma vida dura, de disciplina e retidão, sendo exigentes com as normas éticas e morais, muitas vezes não compreendidos, como até hoje não o são aqueles que assumem a responsabilidade de mostrar que os caminhos, mesmo os mais difíceis devem ser trilhados com honradez, com firmeza, mesmo nas noites escuras da alma.

Por isso, nós, que somos simples aprendizes, devemos pedir às Forças poderosas que emanam de Xangô, quando nos sentirmos alquebrados, com dúvidas sobre as decisões acertadas, quando precisamos agir e não queremos ferir a outrem, ou sermos injustos. Que eles nos dê discernimento, os passos certos, nos facultando paciência e visão ampla para analisar todas as situações, e resolvê-las sempre, mas com compostura, sabedoria e acertadamente.

Que a força das suas pedreiras que sua austeridade nos proteja de toda a iniquidade, toda a injustiça, todos os atos menos bons que possam nos atingir, e que da energia das pedras possamos nos espelhar nas horas intranquilas, nos momentos tormentosos, sentindo sua presença protetora a guiar nossos passos, nossos atos, nossas palavras, e que nossas decisões sejam corretas, nos protegendo de consequências funestas.

Nossa caminhada seja ininterrupta através das tempestades dos raios e faíscas que a ambiência instável do planeta nos cerca. Que estejamos de pé em todos os instantes, nos mantendo e sustentando aqueles ao nosso redor até que a bonança chegue, até que cheguem momentos de descanso das batalhas.

Que o combate contínuo que travamos através dos dias seja proveitoso, trazendo lições de elevação e compreensão, e que saibamos do valor da humildade, escolhendo não ferir ninguém, porque temos a certeza que estará presente para ajudar a resolver as contendas da melhor forma possível.

Que Xangô sempre esteja nos ensinando a Lei Maior do Bem, e de seu trono nas pedreiras esteja nos defendendo, nos guardando, para que de nossa pequena dimensão, sigamos fortalecidos, para que um dia, mesmo que muito longínquo, no mundo espiritual, nos seja dada a chancela de protetores, assim como nos protegem hoje nossos guias, começando dos primeiros degraus, mas com a firmeza que aprendemos, com a Fé, a Esperança e a certeza que há um objetivo maior, algo infinito que temos de aprender a zelar.

Salve Xangô com suas pedreiras, Salve meu Pai Xangô, hoje e sempre!

 

Alex de Oxóssi

Rio Bonito – RJ