PARABÉNS BRASIL! PARABÉNS, UMBANDA!



um1

O Dia Nacional da UMBANDA poderia ser em um 13 de Maio, consagrado aos Pretos Velhos, ou 22 de Novembro, dia de Araribóia, mas foi 15 de Novembro a data escolhida.

Pois foi quando, em 1908, manifestou-se plenamente em terra, o Caboclo das Sete Encruzilhadas, trazendo a mensagem que nascia uma nova religião, cujos caminhos haviam sido longa e àrduamente traçados na Espiritualidade, e que a partir dali iria orientar, confortar, curar, mudar a vida dos homens, convocando-o ao trabalho na seara espiritual com a verdadeira Caridade e o Verdadeiro Amor no Coração.

Todo umbandista sabe que em 15 de Novembro, Zélio, doente, foi levado à Federação Espírita de Niterói, onde manifestou-se o Caboclo das Sete Encruzilhadas, ainda sem revelar seu nome, dizendo que no dia seguinte estaria trazendo uma nova religião.

São as palavras do Caboclo das Sete Encruzilhadas:

“Se julgam atrasados os espíritos de pretos e índios, devo dizer que amanhã (16 de novembro) estarei na casa de meu aparelho, para dar início a um culto em que estes irmãos poderão dar suas mensagens e, assim, cumprir missão que o Plano Espiritual lhes confiou. Será uma religião que falará aos humildes, simbolizando a igualdade que deve existir entre todos os irmãos, encarnados e desencarnados. E se querem saber meu nome, que seja este: Caboclo das Sete Encruzilhadas, porque para mim não haverá caminhos fechados. O vidente retrucou: “Julga o irmão que alguém irá assistir a seu culto” ? perguntou com ironia. E o espírito já identificado disse: “cada colina de Niterói atuará como porta-voz, anunciando o culto que amanhã iniciarei”.

Quinze de Novembro, também comemora a data do início de nossa República. Para muitos pode ser apenas mais um feriado prolongado, mas é necessário uma reflexão que a República teve seu berço na Grécia antiga, e seu significado nos dias de hoje ensina a LIBERDADE.

Será que todos sabem o que é REPÚBLICA, o que é LIBERDADE? Antes de tudo, a garantia de um ser humano viver dignamente.

Há uma lógica que devemos buscar, temos de ter olhos para ver em cada passo e em cada detalhe que a Espiritualidade nos traz. A Umbanda concretiza que todos somos iguais perante Zambi, e quem vem nos ajudar, vem nas vestes espirituais dos mais discriminados, os pretos velhos, o caboclos, seguidos da pureza das crianças. A estes agregaram-se os boiadeiros, os marinheiros, os ciganos o povo do Oriente, os Exus de Lei e coroados, e muitos outros.

À medida que Portais foram se abrindo, Orixás muito antigos foram se manifestando. A Umbanda que estudamos e conhecemos, trabalha no Astral com as Sete Linhas, e sabemos que verdade alguma é absoluta, nem a nossa, nem a de ninguém.

um

Hoje é um dia para festejarmos a nossa República. Há repúblicas socialistas, comunistas, democratas. Precisam de um Presidente ou Parlamento e uma Constituição, que deveria ser conhecida e adotada por todos. Nós, brasileiros, estamos vivendo e respirando uma Democracia como nunca antes vista, e devemos estar felizes por isso.
A República no Brasil hoje é Federativa, dividida nos diferentes Estados, assim como existe nossa abençoada diversidade. Onde nossa Constituição Federal no artigo 5º, VI, assegura ser inviolável a LIBERDADE de ciência e consciência, assegurando ao LIVRE exercício da Lei, a proteção aos locais de culto e liturgia.

Somos ainda um país LAICO, onde para garantir a Liberdade de todos e a Liberdade de cada um, a Laicidade distingue e separa o Domínio Público , onde se exerce a Cidadania, e o Domínio Privado, onde se exercem as liberdades individuais (de pensamento, de consciência , de convicção) e onde coexistem as diferenças (biológicas, sociais, culturais). Pertencendo a todos, o espaço público é indivisível, e nenhum cidadão ou grupo de cidadãos deve impor as suas convicções aos outros.

Ao mesmo tempo, no Estado (Governo) Laico, proíbe-se intervir nas formas de organização coletivas (partidos, igrejas, associações, etc.), as quais qualquer cidadão pode aderir e que relevam mo direito privado.

A casa física, em Neves, São Gonçalo, residência do médium Zélio de Moraes, a qual foi palco único no mundo, de um dos maiores avanços da Humanidade, apagou-se do cenário recentemente. Não sobreviveu para comemorar os 105 (cento e cinco) anos de existência.

Para quem percebe as raízes plantadas nos corações e os laços com as origens da Umbanda, permanece sintonizado no caminho luminoso até Aruanda, caminho este iluminado pelos constantes e inúmeros atos de Amor e Caridade que seus emissários incansavelmente irradiam. Estes percebem que a Anunciação do Caboclo das Sete Encruzilhadas bastou, como bastou a vinda única do Mestre Jesus há milênios atrás.

Muitos ficam sempre evocando e sonhando com a vinda de mais e mais Mestres e Avatares, a volta do Mestre Jesus, e outros mestres. Quantos mais seriam necessários para enfim, estes que esperam, façam nascer a FÉ em seus corações?

O Mestre Jesus era severo com os ímpios e muito chorou porque não acreditavam ou entendiam na Sua Verdade, que é a Verdade Cósmica, Universal. Seus ensinamentos são os mesmos que muitos antes e depois DELE, os que se iluminaram, proclamavam. O que é preciso mais ???!!!!

A Umbanda não é Religião apenas, é CAMINHO. E um Caminho Luminoso, que não precisa de ostentação ou afirmação. Ela lá está, para os que têm olhos de ver, coragem para largar as vestes velhas e segui-la.

O Caboclo das Sete Encruzilhadas foi um emissário, tal qual os Anjos das antigas escrituras. Muito de acordo com nossas origens, veio como um nativo de nossa Pátria. Ele sabia muito bem o que estava fazendo, como tudo na Espiritualidade. O importante está muito além das palavras. Ele estava ciente do momento certo, das palavras certas, das pessoas que ali estavam, como até hoje é assim com as coisas do Astral Maior.

SALVE A LUZ DIVINA!
SALVE O CABOCLO DAS SETE ENCRUZILHADAS!
SALVE TODAS AS LINHAS DA UMBANDA!
SALVE ZÉLIO DE MORAES!
SALVE NOSSO MESTRE JESUS!
SALVE ZAMBI!

Alex de Oxóssi
Rio Bonito – RJ