PONTOS CANTADOS NA T.E.N.S.P.


Queridos Irmãos,

trago aqui alguns Pontos da Tenda Espírita Nossa Senhora da Piedade (T.E.N.S.P.), segundo informações muitos dos Pontos eram cantados na época de Zélio de Moraes.

Estes pontos foram enviados para a Lista de debates do site Estudando a Umbanda , em 20 de Fevereiro de 2003, pela amiga Fabiana, participante da T.E.N.S.P., onde o irmão Nitrix distribui em seu site Estudando a Umbanda.

================================================================================

I . PRECES DE ABERTURA :

1. Prece de Cáritas
2. Prece de Ismael

II. PONTOS DE DEFUMADOR :

1. Defuma com as ervas da Jurema
2. Defuma, defuma,defuma, defuma.
3. Corre gira Pai Ogum
4. Corre ronda no gonguê
5. Pinto piou na calunga
6. Quem está de ronda é São Jorge

III . PONTOS DE ABERTURA DE SESSÃO :

1. Senhora da Piedade
2. Ogum de Lei, Orixá de Lei
3. Salve a Estrela Guia
4. Dá licença Pai Antônio
5. Tiana chegou aqui nesse gongá
6. Estou cançado de curimbar
7. Eles são três caboclos
8. Oi dai-me forças Jesus de Nazaré
9. Chegou, chegou, chegou …
10. Quem vem, quem vem lá de tão longe
11. Ovelhas abnegadas do rebanho de Maria

IV . PONTOS DE TRONQUEIRA :

1. Ogum é todo Malé
2. Cortai, cortai, cortou

V . CRUZAR CAMBONOS :

1. Ai minha cambona, você não se lembra

VI . PONTOS DE OGUM :

1. Ogum, que abalou as estrelas, que abalou as areias
2. Olha Ogum na Aruê, chegou
3. Que cavaleiro é aquele que vem navegando sobre o mar azul
4. Salve Ogum Iara, Ogum Matinata
5. Eu tenho sete espadas pra me defender
6. Pisa na linha de Umbanda que eu quero ver
7. Ô Jorge, ô Jorge, vem de Aruanda
8. Ogum general de Umbanda, Humaitá jurou bandeira
9. Olha Ogum Sete Espadas está no reino
10. Ogum Megê, general de Umbanda
11. São Jorge é quem está de ronda, com sua cavalaria
12. O seu cavalo corre sem ninguém ver
13. No seu cavalo branco ele vem montado
14. Beira mar, auê Beira Mar
15. Se meu Pai é Ogum, vencedor de demanda
16. Olha São Jorge com a matula
17. Eu pedi caridade São Jorge me deu
18. Olha Ogum está de ronda, Miguel tá chamando
19. Ogum partiu pra guerra, Oxalá deu carta branca
20. Marchai, marchai Ogum de Guia
21. Ogum de Lei, Orixá de Lei
22. Ô gente sarava Ogum
23. Capitão do mato mandou me chamar
24. Mas ele é praça de cavalaria
25. Olha Ogum vai se embora pra sua banda
26. Quem está de ronda é São Jorge
27. Quando Ogum partiu pra guerra ele mandou orar, orar
28. Eu vi, o sol raiar, eu vi estrela brilhar
29. Ogum é todo Malé
30. Ele jurou bandeira
31. Na ponta da romaria
32. Ele vem, com a justiça Xangô
33. General Tatá de Umbanda
34. Ô ronda a Terra, ô ronda o mar
35. No campo do Humaitá
36. Foi ao romper da madrugada
37. É dos santos do céu
38. Ogum Iara, Ogum Megê
39. Sarava Ogum e a coroa de lei
40. Senhor Major Ogum
41. Seu cavalinho é de prata
42. Quem anda por mar, quem anda por terra e nunca se cansa
43. Ogum é pai de todos
44. Capitão do mar, é Barabará
45. Ogum dê, de arerê, Ogum dê, macumbauê, louvemos o céu
46. Eu sou do mato, de Ganga Macaia
47. Ogum de Lei ê ê
48. Ogum com seu cavalo corre
49. Ogum, Ogum de Lei, é de lei
50. Com licença de Ogum Megê
51. Sarava Ogum, Ogum é nosso guia
52. Seu Ogum diz que não é rei de Umbanda
53. Ogum olha sua bandeira
54. Montado em seu cavalo branco
55. São Jorge e a Sereia
56. Seu Ogum Beira Mar, o que trouxe do mar ?
57. Sete Ondas na Terra
58. Quem chegou nesse gongá
59. Dizem que Tatá é Tatá
60. Tatá, Tatá é rei de Umbanda
61. Olha Ogum está de ronda, quem está chamando é São Miguel
62. No campo do Humaitá, Ogum Megê
63. O homem que fuma e bebe, ô ganga
64. Quando Ogum chega no reino
65. Ogum é filho macutaia
66. Diz Ogum general de Umbanda
67. Da sua banda estão me chamando

VII . PONTOS DE XANGÔ :

1. Pedra rolou Xangô
2. Xangô, ele é rei da pedreira
3. Quem rola pedra na pedreira é Xangô
4. Estava sentado na pedra
5. Segura a pedra Xangô
6. Eram seis horas, quando o sino tocou
7. Na pedreira da mata virgem
8. Quem de lê, quem dê lê Xangô
9. Ô Gino, olha sua banda
10. Que pedreira tão alta
11. Seu Ariri, Ariri, Ariri
12. Quando a lua aparece
13. Lá no alto da pedreira, a faísca vem rolando
14. Minha mãe cadê Xangô
15. Lá em cima daquela pedreira
16. Xangô meu Pai
17. Sua machado é de ouro, é de ouro
18. Meu pai Xangô olha seus filhos
19. Xangô,Xangô,Xangô,Xangô meu Pai
20. Tererê Xangô, ô tererê Xangô
21. Por de trás daquela serra
22. Xangô é dono da pedreira
23. Oxossi é rei da matas
24. O lelê kaô, o lelê kaô
25. O ganga ô, a Terra é da Jurema
26. Xangô veio das matas virgens
27. Dê deloucau, de deloucau auê
28. Oh rei do mundo
29. Naquele tempo que Xangô recebia
30. Xangô está no céu
31. Lá no reino de Badé
32. Graças a Deus meu Deus

VIII . PONTOS DE OXOSSI :

1. Ai não me mexa na espada de Ogum
2. Os Caboclos desceram
3. Caçador na beira do caminho
4. Vento que vem
5. Oxossi mora de baixo da gameleira
6. A mata estava escura
7. Ele é Ubirajara
8. Ele atirou
9. O meu manacá
10. Ê Oxossi ê, vem chegando de Aruanda
11. A sua mata é longe
12. Oh, que penacho é aquele
13. Eu vi chover, eu vi relampear
14. Na sua aldeia tem os seus Caboclos
15. Caboclo Roxo, da cor morena
16. Caboclo apanha a sua flecha
17. Ê Juremê, ê Jurema
18. Jandira traz nos cabelos uma rosa
19. A Estrela D’Alva é nossa guia
20. Zun, zun, zun, aqui está o Nazaré
21. Caboclo do Mato trabalha
22. Corto língua, corto mironga
23. Fui buscar em meu gongá
24. Ele é Caboclo, ele é flecheiro
25. Quem manda na mata é Oxossi
26. Arreia capangueiros
27. Na sua aldeia ele é caboclo
28. Seu capacete é todo branco
29. Eles são três Caboclos
30. Estou cansado de curimbar
31. Chegou, chegou, chegou, com Deus chegou
32. Cortai, cortai, cortou
33. Um instante meus irmãos
34. O dia quando nasce
35. Atira, atira, eu atirei
36. Enfeitei a Cabocla de pena
37. O meu São Sebastião
38. Cadê Seu Sete Flechas
39. Na mata virgem a coral piou
40. Luar, luar, Caboclo da lua já chegou
41. Eu corre terra, eu corre mar
42. Ajoelha caboclo
43. Com sete meses de nascido
44. Umbanda, quando chega no reino
45. Rompendo matos e ventos
46. Caiu uma folha na Jurema
47. Nós somos dois guerreiros
48. Mangueira, mangueira
49. E vem a barra do dia
50. Chegou Urubatã de Guia
51. Lá bem no alto da serra
52. É lá na Jurema que o caboclo luta
53. Ele veio de tão longe
54. Quando Aruanda se abre
55. Com tanto pau no mato
56. Sobe serra, desce serra
57. Eu sou Caboclo da mata fechada
58. Ô Humaitá, Humaitá filhos de Umbanda
59. Eu vim da mata, ô que mata é a sua
60. Na mata virgem a coral piou
61. Ai quem cortou meu pé de árvore
62. Como é lindo o sol
63. A minha gongo está roncando
64. Mas olha que Caboclo lindo
65. Oi quem brilha no céu
66. A estrela brilhou no céu
67. Vem o sol saindo
68. Nesse mato tem folha
69. Mas ele é capitão da Marambaia
70. Que bombardeio que se deu lá na Jurema
71. Nasci na mata, da mata não tenho medo
72. Oxossi é cassuté
73. Oxossi é dono do Aracajá
74. Salve o Caboclo da Matas
75. Caboclo do Mato
76. Estrela, matutina
77. Oriri, Oriri, Orirá
78. Oh viva Oxossi ê
79. Oh cindarerê, oh cindarerá
80. Eu fui no mato caçar serió
81. Oh meu Deus lá nas alturas
82. Caboclo Jaracutinga
83. Ele é Caboclo da terra da Jurema
84. Ele é Sete Cachoeiras, orerê
85. Ele vem das matas
86. Salta pra aqui Iracema
87. Ai se não fosse a folha da Jurema
88. No meio da mata virgem
89. Sá Macutara mironga de Umbanda
90. Caça, caça, caçador
91. Duas estrelas me alumiam
92. E o caçador, e o caçador
93. De onde vens Zambi
94. Ai Jesus, Jesus morreu na cruz
95. Ô viva Oxossi
96. Mas como é lindo o clarão da lua
97. Lua Nova que brilha no céu
98. Caboclo vem da mata
99. Simiromba vem, simiromba
100. Os Caboclos lá nas matas
101. Foi Zambi quem criou o mundo
102. Seu Branca Lua quando vem d’aldeia

IX . PONTOS DE IANSÃ

1. Eram duas ventarolas
2. Iansã o seu leque é de ouro
3. Oh Nanã, Nanã Boroquê
4. Ela é uma moça bonita
5. Iansã cadê Axum
6. Moça rica com sua espada luminosa
7. Oh Inhacita, corre Umbanda
8. Santa Bárbara virgem
9. Sarava Iansã, dos cabelos louros
10. Cinda mina gonguê a ê a ê
11. Oh minha Santa Bárbara
12. Santa Bárbara aonde mora
13. Guena, Guena, pó pó

X . PONTO DE NANÃ

1. Atraca, atraca que aí vem Nanã, ê á
2. Oh Nanã cadê Axum
3. Treca, Treca que eu vi Nana

XI . PONTOS DE OXUM (ÁGUA DOCE)

1. Eu vi Mamãe Oxum da Cachoeira

XII . PONTOS DE IEMANJÁ

1. Quem quer me ver sobre a terra
2. No fundo do mar tem uma pedra
3. Iemanjá, oh Iemanjá
4. O veado fugia
5. Pus-me a escrever na areia
6. Hoje é dia de Nossa Senhora
7. Baixou, baixou a Virgem da Conceição
8. Quando a estrela vem saindo
9. E vem, e vem, e vem, e vem beirando o mar
10. Bem vinda, seja bem vinda
11. Nós aqui nesse Terreiro

XIII . PONTOS CRUZADOS

1. Ogum assentado na praia
2. Em alto mar, quando a Sereia canta
3. Eu vi Pai José na praia
4. Quando nas matas se ouve um pranto
5. Salve a mesa de Xangô
6. Duas pedras um riacho
7. Se meu Pai é Ogum
8. Salve Congo, salve Rebolo
9. Ele vem com a justiça Xangô
10. No Arerê de Iansã

XIV . PONTOS DE OXALÁ

1. Andorinha voou
2. Como gira, é como gira
3. Gruseia, gruseia meus caros filhos
4. Jesus Cristo é nosso Pai, aruê
5. Abre a porta ô gente
6. Ai Jesus, Jesus morreu na cruz
7. É de credo em credo
8. Jesus nosso redentor
9. Vou pedir ao criador
10. Maior do que Deus, não há
11. Estava dormindo na porteira do curral
12. Que panorama tão lindo e tão belo
13. Estrela do céu
14. Ai meu São Miguel Arcanjo
15. Foi lá no rio azul
16. Deus salve os nossos guias
17. O manto de Oxalá que cubra
18. Oxalá meu Pai
19. Estrela do céu
20. Meu Divino Espírito Santo
21. OH menino de Deus
22. Eu agradeço a Deus

XV . PONTOS DO ORIENTE

1. De quando em quando
2. Sou marinheiro,eu sou marinheiro

XVI . PONTOS DAS ALMAS

1. Eu andava perambulando
2. Minha Santa Rita
3. Tam, tam, tam bateram na porta do céu

XVII . PONTOS DE ANJO DA GUARDA

1. Quem vem, quem vem lá de tão longe
2. Lá do céu desceu um anjo
3. Oh Deus do céu

XVIII . PONTOS DE EXU

1. Exu Tiriri de Umbanda
2. Eu sou Seu Sete Capas
3. Tranca Rua no reino
4. Exu que tem duas cabeças
5. Querem me matar Gira Mundo
6. Orerê, Orará

XIX . PONTOS DE DESCARGA

1. Já está na hora
2. Mestre Luiz chegou
3. Sereia, minha Sereia
4. A marola do mar vem chegando
5. Chegou na sua gira
6. Pai Tomé veio do Paraíso
7. Capitão do mar
8. Lá no alto da pedreira
9. Corto língua, corto mironga
10. Que bombardeio se deu lá na Jurema
11. Tava dormindo na porteira do curral
12. Bananeira que eu plantei à meia noite
13. Eu venho de tão longe
14. Tire a folha
15. Esse Terreiro é de Ganga Macaia
16. Descarreguei, descarregá
17. De longe eu vejo

XX . PONTOS DE CRIANÇA

1. Lá no céu tem três estrelas
2. São Cosme e São Damião
3. Bahia é Terra de coco
4. Hoje tem alegria
5. O sol e a lua são dois irmãos gêmeos

XXI . PONTOS DE PRETO VELHO

1. Um galhinho de arruda
2. Preto Velho, vem de Minas
3. Benedito é Preto calunga
4. Sou Preto, sou Preto
5. A fumaça do cachimbo da Vovó
6. Vovó cochila seu cachimbo cai no chão
7. Vovó Catarina é dona do reino
8. Sou Pedro velho macumbeiro
9. Ô Zé Miromba
10. Vovó Luiza que chora mironga
11. O meu Pai Antônio
12. Pai Joaquim ê ê
13. Pai Joaquim cadê Pai Mané
14. Vovó não quer casca de coco no Terreiro
15. Lá vem Vovó descendo a serra com a sua sacola
16. Com o poder de minha Pai
17. Preta Velha que fuma cachimbo
18. Quem vem lá quem combate demanda
19. Oh já vai Preto Velho
20. Na beira da praia
21. Filho de Umbanda
22. Tatá na Aruanda
23. Benedito é Preto calunga
24. Bahia ou África
25. Na Bahia ninguém pode com baiano
26. Oh meu Senhor do Bomfim
27. Arriou na linha de Congo
28. Eu corro a minha gira com Deus e Nossa Senhora
29. Aruê minha São Benedito
30. E ora vamos sarava Seu Rei de Congo
31. São Benedito na língua de Zambi
32. Preta Mina vem lá da Bahia
33. Minha agulha, minha didá
34. Eu sou baiana, sou baiana de Terreiro
35. Minha galinho cantou
36. Venho de longe
37. Meu Santo Antônio pequenino, corre Umbanda sem parar
38. Não tem saia, não tem saia
39. Na Bahia tem, que tem orobi
40. É Congo, é Congo, é Congo
41. Olha branco que sabe ler
42. Santo Antônio é santo de mesa
43. Ora baixa meu povo baixa
44. Eu venho de longe
45. Congos e Cambindas
46. O vento deu no mar
47. Os quindins, os quindins, os quindins, ô Mujongo
48. Santo Antônio era menino
49. Ele é dono do Terreiro
50. Pai Antônio quando vem da Bahia
51. Vou ralar meu coco
52. És tu meu Santo Antônio
53. Pisa no caminho devagar
54. O Santo é que está de ronda
55. Rei Congo Mujongo, maravilha
56. Cadê a sua pemba
57. Se os Pretos Velhos tem
58. Santo Antônio de pemba
59. Meu Santo Antônio pequenino
60. Meu cachimbo está no toco
61. Santo Antônio de pemba
62. Tia Maria vem no Terreiro
63. Ela vai, ela vai, ela vai pra Bahia
64. Estava na Bahia
65. Vovó quer, eu vou mandar buscar
66. Está iluminada a sua banda
67. Quem encosta em mim não cai, calunga
68. É de ouro só, é de ouro só
69. Maria Conga o que é que você quer
70. Neste mato tem folha
71. Tem vintém mamãezinha
72. Santo Antônio é santo maior
73. Terra zi que Terra, zi que Terra
74. São Benedito é um santo padroeiro
75. Tem coco, tem coco, tem coco
76. Preta Velha que vem da Bahia
77. No Terreiro desse gongá
78. Eu vim de Angola, bambaruê
79. Arriou papai, arriou a sua banda
80. Cadê a minha coco
81. Eu vim, da Aldeia
82. Quando eu venho lá de cima
83. Eu plantei mandioca
84. Adeus minha pemba
85. Eu vim de Angola eu trouxe figa de guiné
86. Vou me embora, vou me embora
87. Mãe Maria lavadeira
88. Andei sete noites, andei sete dias
89. O biju tá no tacho
90. Eu venho da Bahia, com o pano da costa
91. Bate na cumbuca, repenica no gongá
92. Aonde é que Preto Velho mora
93. Oi Cambinda de Umbanda
94. Se ele é Congo
95. É devagar, é devagarinho
96. Na sua Urucaia tem mungunzá
97. Eu mandei fazer um baile
98. João Batão, João Batelão
99. Estrela do céu que me disse o Guaiá
100. Baixai, baixai como a rosa
101. Preto de Angola é Preto Velho
102. Pinto piou lá na serra
103. No Terreiro de meu Pai tem pemba
104. A Bahia, a Bahia, a Bahia
105. Ai quem mandou à cidade
106. Sou baiano de mussanga
107. Tiana chegou aqui nesse gongá
108. Dá licença Pai Antônio
109. Oi dai-me forças Jesus de Nazaré
110. Já foi o sol, já veio a lua
111. Bahia é boa pra quem sabe aproveitar
112. Nesse mato tem folha
113. Virgem Mãe da Piedade
114. Preto Velho anda a pé
115. Cateretê de Preto Velho é de Congo só
116. Oh Vovó Catarina um dia vem
117. Ela vem salvar seus filhos
118. Estão assoviando lá na Aruanda
119. Povo de Umbanda
120. Sou filha de marimba
121. Preto Velho foi escravo
122. Pedro Banguela
123. Todo mundo está se rindo
124. João Banguela meu Pai
125. Hoje é dia de alegria
126. Papai, mamãe, vamos fumuná
127. Quem vem lá, sou eu, sou eu
128. O Sinhozinho quer que chame de doutor
129. Bahia, Bahia, Bahia de São Salvador
130. Ora salve Santo Antônio, mamãe ruê
131. Pisa na corrente como gente
132. Vamos ver juntos
133. Casamento de minha sinhá
134. De longe eu vejo papai na Aruanda
135. Nós que somos Pretos
136. Na linha de africano
137. Abre a porta do céu São Pedro
================================================================================
Queridos irmãos sempre é muito estar aqui com vocês, mas entenda que precisamos da ajuda de todos vocês, ou seja, prestigiando nossos patrocinadores e é claro dando alguns cliques em alguns links que temos em nosso blog.
BICHOS ON-LINE
TIN YAN DEI
Artigos de Umbanda
Artigos Esotéricos
Atabaques
CDs de Umbanda
Livros de Umbanda