VEJO TUDO! ESTOU MISTIFICANDO?


O grande medo de todo médium que inicia sua caminhada na Umbanda é o da incorporação consciente. Nove entre dez médiuns sentem-se inseguros em suas primeiras incorporações. É muito comum ouvirmos frases do tipo “Eu vejo tudo, não posso estar em transe”. A culpa dessa dúvida que assola nossos terreiros é dos próprios dirigentes que não esclarecem aos iniciantes como é esse processo e dos irmãos mais antigos que insistem em dizer que são totalmente inconscientes, talvez para valorizar a sua (deles) mediunidade ou com medo de serem tachados de mistificadores. Acalmem-se todos! Há muitos anos as entidades deixaram de usar a inconsciência como fator preponderante para o bom trabalho exercido pelo médium. Muito pelo contrário, hoje sabemos que noventa e cinco por cento dos médiuns são conscientes ou semiconscientes. A inconsciência completa é muito rara e pouquíssimas vezes revelada, justamente para não causar essa insegurança tão presente em nossa religião. Pensemos no exemplo da água misturada ao açúcar. Quando adicionamos um ao outro teremos um terceiro liquido inteiramente modificado, mas com ambos os elementos nele. Assim se processa a incorporação, a mente do médium aliada à energia gerada pela entidade que se aproxima , unem-se em perfeita harmonia e conseguem, utilizando os conhecimentos de ambos, um trabalho mais compacto e correto. Não se acanhem em dizer que são conscientes, pois a insistência dessa postura pode levá-los a falhas que aí sim, darão margens à suspeitas de mistificação. Nos primeiros anos da Umbanda havia a necessidade da inconsciência, os médiuns tinham vergonha de entregar-se ao trabalho sem reservas. Como deixar que um espírito se arrastasse pelo chão falando como criança? Ou ainda sentasse em um banco com um pito na boca? Eram atitudes que assustariam o aparelho e o levariam a afastar aquela entidade. Com a evolução constante da lei, todos conhecem perfeitamente as capas fluídicas que nossas entidades usam e não existe mais a necessidade delas esconderem de seus médiuns a forma com que se apresentam. O cuidado a se tomar nos terreiros cabe aos dirigentes com informação e doutrina abundante para que o velho fantasma da insegurança se afaste de vez de nossas casas.

Luiz Carlos Pereira

10 ideias sobre “VEJO TUDO! ESTOU MISTIFICANDO?

  1. carlos

    bom. e bom que todos fique atento pois
    enxiste mediunidades em que o medio fica consciente
    chama-se clarividencia mas nem todas as vezes
    se pode confia. porque muitas vezes pode se obcessor
    o uma mediunidade. mal desenvolvida a onde o proprio
    medio crian uma barreira no desenvolvimento da espitualidade. sendo assim uma pessoa pode criar
    uma psicose , pois tenho 20 anos no espiritismo entre
    cadercista, unbanda. e nagô…. e sei bem ok e isso
    espero que todos tenha muito axe. e se densevolva de uma forma natural esperando seus guias dandos seus
    nomes sem que o medios criem .. ou fantasie um abraços atodos.. parabens ao dono deste site e pelas respostas
    que sao de tantos exclarecimentos axe . motuba

  2. Paulo

    Oi,comecei ir num terreiro e lá eu encorporei a pombogira, só que é um seguinte eu via tudo que tava fazenduu ouvi a maria mulambo dizendo pra mim ou melhor pra minha pombogira que tinha que comprimentar a dona da casa só que ue perdi o controle do meu corpo e começei a dançar com as musicas e fiquei sem noção da onde eu tava ai eu lembro que abri os olhos para mim enxergar a maria mulambo e fui a comprimentar, ai eu estou em duvida pq não sei se eu to mentindo pra mim mesmo é uma sensação estranha por favor me ajude

    RESPOSTA

    Releia o texto por favor.

  3. claudio de carvalho

    realmente mes irmaõ o começo é dificio ,é por isso q devemos buscar conhecimento ,sermos umildes ,passientes e termos fé ,com o tempo as coisas vão se encaichando nos seu devidos lugares e nós vamos compriendedo as coisas q nos cantece no nosso dia dia ,sarava a todos.

  4. samira

    Muito bom esse texto e esse site,olha toda vez que eu ficava insegura quanto aos nomes de entidades que trabalho e algo assim,logo vinha uma confirmação,como se fosse coincidência eu achava um site ou era cantado um ponto no terreiro e tudo ia se encaixando,o meu conselho é que sigamos todos os preceitos,firmamos nossa cabeça e deixar que os guias se manifestem sem ter medo,que seja natural,quanto as opiniões alheias ,não esquentem eles deveriam estar fazendo o mesmo para ajudar na evolução tanto dos guias como deles próprios.

  5. marli

    nosso fui procurar comidas tipicas de preto velho qdo abri essa pag. pois sou da umbanda e tambem fico em duvida sobre a incorporação pois estou eu presente neste momento e muitos dos guias falam para min que tenho que acreditar mais mas a conciencia não deixa e isso me atrapalha muito o que devo fazer pois não acho que estou incorporada e a dor que sinto na hora me deixa mais conciente ainda obriga

  6. regina

    puxa, gostaria de ter ouvido varias vezes esta explicação na minha vida, e agradeço a sua coragem de publica-la aqui, pois sou medium e o meu maior receio e na hora das consultas, pois tem horas que é complicado vc se ver olhando para uma pessoa e não saber o que está acontecendo, muitas vezes não consegui dar consulta por medo,e descobri que realmente interfere quando ficamos travados , receosos de estar sendo verdadeiro ou não. questinavam que o problema era com minhas entidades, mais depois do lido, estou entendendo que eu é que estou atrapalhando com a minha insegurança, obrigado e que se tranforme em muita luz a ajuda que estas prestando aos que precisam de orientação no inicio de seus trabalhos caridosos…………..regina

  7. Como explicar:
    em um trabalho eu me via incorporada a um obsessor sendo doutrinado e ao mesmo tempo a corrente limpando a casa do obscecado.
    estava em 3lugares ao mesmo tempo

  8. Liza

    Parabéns pelo site.
    Maravilhoso.
    E considero esse texto muito importante, pois muitos médiuns que poderiam estar exercendo um bom trabalho não estão por medo de estarem mistificando por serem conscientes.
    Eu sou semi-consciente e tenho plena certeza de minhas entidades, sei que são eles os responsáveis por falar e fazer coisas que sei que não são frutos da minha imaginação, mesmo pq as vezes até desconheço o assunto.

    Mto axé a tds!

  9. Paula Caldas

    Olá.
    Faz alguns meses que venho percebendo que existe algo diferente comigo, sinto vibrações de pessoas que não existem e ao fechar os olhos percebo exatamente a fisionomia da mesma, ouço pessoas falando comigo, como se fosse minha consciência, mas me dando informações das quais eu nem tinha conhecimento, até que comecei a passar muito mal, como se fosse desmaiar, com o corpo todo em dormência, mas meu corpo se movia! mas de um jeito diferente de mim, como se fosse de outras pessoas, ora curvados como idosos, ora como mulheres com muitos trejeitos, mas o tempo todo eu via e ouvia tudo que eu dizia! saía de minha boca, mas eu não queria dizer aquilo! fiquei muito espantada no começo e agora estou começando a entender o que se passa comigo. procurarei um centro de umbanda para tentar conseguir o apoio necessário para que minha vida volte ao normal, sem medo de que aconteça isso a qualquer hora, qualquer lugar… mas a minha dúvida era essa: será que era realmente um espírito ou eu estava louca, já que ouvia e via o tempo todo o que acontecia? Não sei ainda como agir em relação a isso, mas procurarei a melhor forma de lidar com a situação.
    Obrigada pelas informações contidas no texto, foram de muita ajuda.
    Um abraço

Os comentários estão desativados.