Abertura


ABERTURA

(Antes da Defumação)


Com a ajuda de Zambi, nosso Pai maior, imploramos aos Guias de luz as vibrações benéficas de que necessitamos para manter o nosso trabalho em perfeita ordem e harmonia. Ergamos os nossos pensamentos ao Astral, elevando nossas preces e nossos cânticos aos Orixás da Umbanda, certos de que, mercê de nossa fé, obteremos as graças de que precisamos.

Sarávamos Oxossi, deus da caça, chefe da falange dos Caboclos, suplicando de suas luzes o bálsamo da consolação, para que a nossa mente se torne mais firme na missão de ajudar os irmãos sofredores.

Na poderosa vibração de Ogum, teremos a proteção que emana de sua força, através da irradiação luminosa de sua falange de guerreiros.

Sarávamos Xangô, o deus do trovão, suplicando de suas falanges, proteção, luz e compreensão, para que possamos tratar os nossos semelhantes com serenidade e justiça.

Sarávamos Yori, o deus das crianças, na vibração de Cosme, Damião e Doum, pedindo que nos ajude a vencer as nossas lutas, sejam elas internas ou externas.

Sarávamos Iansã, deusa dos ventos e das tempestades, Yemanjá, Mamãe Oxum, Nanã Buruquê e todas as falanges poderosas, suplicando os benefícios que por ventura mereçamos, a fim de que possamos distribuí-los entre os nossos semelhantes.

Em nome de Yorimá, pedimos aos bondosos Pretos Velhos, sábios e humildes, que são os grandes trabalhadores da Umbanda, que nos esclareçam e ajudem a manter a união, a paz, a harmonia, entre todos os irmãos aqui presentes e ausentes.

Salve São Miguel Arcanjo !

Salve São Gabriel !

Salve São Rafael !

Saravá Zambi !

Cumprindo as ordens de Oxalá, nosso Pai e Mestre, damos início aos nossos trabalhos desta noite.

Que Assim Seja !

Sarava Zambi, Sarava Oxalá, Sarava Ogum, Sarava Oxossi, Sarava Xangô, Sarava Yori, Sarava Yorimá, Sarava Yemanjá, Sarava Iansã, Sarava Mamãe Oxum, Sarava Nanã Buruquê.

Sarava todos os Caboclos !

Sarava todos os Pretos Velhos !

Salve a Corrente dos Anjos !

Salve todo povo da Umbanda !

Salve o povo da Kimbanda !

D.A.